quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Espera



Arrependimento constante me assombra
Nunca deveria tê-lo convidado
Essa saudade tem me matado aos poucos
Minha esperança está por um fio, e a cada anoitecer eu morro mais um pouco
Nunca desejei algo tão intensamente como eu desejo você
O demônio que possui minha alma
O único que me faz sentir realmente viva...
Malditas visões de outros mundos!
Eu amaldiçôo o dia em que me vi liberta e pude em teu mundo adentrar
Tantas coisas que eu quis fazer, tantas outras que eu pude ser...
Minhas noites são pesadelos vazios
A dura realidade de estar presa aqui
Minha alma algemada à realidade comum
Na escuridão eu espero
Por nosso último abraço
Na escuridão eu sinto
Desespero...

(Nuit Engel)


4 comentários:

  1. " Nunca desejei algo tão intensamente como eu desejo você " ...lindo...

    ResponderExcluir
  2. Lindo mesmo.Lindo como ela é linda.Enigmática,carinhosa...infernal ...Neith War...sinto saudades de você.Beijos amore.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir